Utilizador
As minhas preferências
Todas as preferências
Cardiovascular, Renal e Metabólica
Insuficiência Cardíaca
Doença Metabólica
Doença Renal
Doença Cardíaca
Doenças Respiratórias
Asma
Asma Grave
DPOC
Vírus sincicial respiratório
Doenças auto-imunes
Lupus
Oncologia
Cancro do Pulmão
Cancro da Mama
Cancro do Ovário
Hematologia
Outros
Vacinas
Ferramentas de Enfermagem
Diagnóstico de precisão
Ao ativar alguma das opções acima está a aceitar os nossos Termos e Condições
O meu Perfil
Dados Pessoais
*Dados de preenchimento obrigatório
Social Network
Como deseja ser contatado(a)
×
Salvar alterações
Solicitar a visita ou contato por um Delegado e/ou MSL
Veeva ID: PT-11587
Aprovado a 12/2021

    Solicitar a visita ou contato por um
    Como deseja ser contatado(a)
    Cancelar
    * Campos de preenchimento obrigatório.
    Ao ativar alguma das opções acima está a aceitar os nossos Termos e Condições
    A informação incluída neste website é dirigida a profissionais de saúde com o objetivo de educação médica contínua.
    Utilizador
    As minhas preferências
    Todas as preferências
    Cardiovascular, Renal e Metabólica
    Insuficiência Cardíaca
    Doença Metabólica
    Doença Renal
    Doença Cardíaca
    Doenças Respiratórias
    Asma
    Asma Grave
    DPOC
    Vírus sincicial respiratório
    Doenças auto-imunes
    Lupus
    Oncologia
    Cancro do Pulmão
    Cancro da Mama
    Cancro do Ovário
    Hematologia
    Outros
    Vacinas
    Ferramentas de Enfermagem
    Diagnóstico de precisão
    Ao ativar alguma das opções acima está a aceitar os nossos Termos e Condições
    O meu Perfil
    Dados Pessoais
    *Dados de preenchimento obrigatório
    Social Network
    Como deseja ser contatado(a)
    ×
    Salvar alterações
    Solicitar a visita ou contato por um Delegado e/ou MSL
    Veeva ID: PT-11587
    Aprovado a 12/2021

      Solicitar a visita ou contato por um
      Como deseja ser contatado(a)
      Cancelar
      * Campos de preenchimento obrigatório.
      Ao ativar alguma das opções acima está a aceitar os nossos Termos e Condições
      A informação incluída neste website é dirigida ao público em geral.
      Powered by AstraZeneca logoAstraZeneca Corporate? Login

      Hematologia

      Quais as opções de
      tratamento da LLC?

      QUAIS AS OPÇÕES DE TRATAMENTO DA LLC?
      Nem todos os doentes precisam de ser tratados na altura do diagnóstico, e o tratamento pode não ser necessário durante muito tempo; o tratamento nas fases iniciais não traz qualquer melhoria na evolução da doença.1

      As opções farmacológicas para o tratamento da LLC sofreram grandes alterações nos últimos 20 anos. Entre as várias opões encontram-se terapias-alvo (inibidores da tirosina cinase de Bruton, inibidores PI3K e antagonistas BCL-2), quimioterapia e anticorpos monoclonais2. Em conjunto com o doente, o médico determinará qual a melhor estratégia para cada caso.

      QUIMIOIMUNOTERAPIA
      Uma das opções para tratar a LLC é a quimioimunoterapia, que consiste em quimioterapia à qual foi adicionado um medicamento de imunoterapia, incluindo os anticorpos monoclonais.3

      A quimioterapia recorre a diferentes medicamentos, geralmente administrados por via intravenosa, para destruir o ADN das células cancerígenas e evitar a sua multiplicação.3

      Já os anticorpos monoclonais são produzidos laboratorialmente e são dirigidos contra características específicas das células – antigénios de superfície – designados por CD (cluster of differentiation). O mais utilizado é o Rituximab, anticorpo anti- CD20.1

      Estes regimes são geralmente administrados por um período de 6 meses ao contrário de outros tratamentos contínuos3.

      RADIOTERAPIA
      A radioterapia utiliza raios-X de alta energia para selecionar e destruir as células cancerígenas. A radioterapia não é o tratamento mais comum em doentes com LLC, mas é utilizado em diversas situações.4.

      A radioterapia pode ser utilizada para reduzir o volume de órgãos, como o baço ou gânglios linfáticos particularmente aumentados. No caso de apresentar sintomas provocados por órgãos aumentados, como dificuldade em ingerir alimentos, o seu médico poderá considerar o tratamento com radioterapia para aliviar a pressão desses órgãos aumentados sobre outros órgãos.4.

      A radioterapia também pode ser utilizada para tratar a dor associada a lesões nos ossos, provocadas pela presença de células cancerígenas na medula óssea.4.

      CIRURGIA
      A cirurgia na LLC é bastante rara e não é utilizada para tratar esta doença. No entanto, em alguns casos, pode ser necessária uma cirurgia de remoção do baço (esplenectomia).5

      Geralmente, antes de se avançar para a cirurgia, são considerados outros tipos de tratamentos para diminuir o volume do baço, como a quimioterapia ou a radioterapia.5

      Fármacos que atuam de forma mais seletiva nas células LLC reduzindo os efeitos do tratamento nas células funcionais e minimizando os efeitos secundários. As terapias-alvo são amplamente utilizadas desde 2010 e incluem:
      Inibidores da Tirosina Cinase de Bruton (BTK)
      Estes tratamentos inibem a proteína BTK que está envolvida no crescimento celular. Esta inibição previne o crescimento das células LLC.3
      Inibidores da P13K
      Estes tratamentos bloqueiam a proteína PI3K, que envia sinais e controla o crescimento celular.5
      Antagonistas BCL-2
      Estas terapêuticas têm como alvo a BCL-2, uma proteína nas células da LLC que prolonga a sua sobrevivência.5
      Ensaios clínicos
      Os ensaios clínicos estudam novas formas de prevenir, detetar e tratar o cancro com medicamentos que ainda estão ser testados.7
      Embora a participação num ensaio clínico possa dar-lhe acesso a opções de tratamento mais recentes, estes podem englobar também alguns riscos ou desvantagens. É importante pesar todas as possibilidades e ter uma conversa aberta e honesta com o seu médico, antes de decidir participar num ensaio clínico.
      Apesar de o acompanhamento dos doentes com LLC envolver uma equipa multidisciplinar, os hematologistas são os especialistas que tratam a LLC e outros tipos de cancro do sangue.
      LLC: Leucemia Linfocítica Crónica
      ADN: Ácido Desoxirribonucleico
      CD: Cluster of Differentiation
      BTK: Tirosina Cinase de Bruton
      PI3K: fosfatidilinositol 3 Cinase
      BCL2: B-Cell Lymphoma 2
      Bibliografia
      1. APCL – Associação Portuguesa Contra a Leucemia. Leucemia linfática crónica. Disponível em: https://www.apcl.pt/pt/doencas-do-sangue/leucemias/leucemias-cronicas. Acedido a 28 de fevereiro de 2021

      2. Weide, R. et al.2020. Survival improvement of patients with chronic lymphocytic leukemia (CLL) in routine care 1995–2017, Leukemia & Lymphoma, 61:3, 557-566

      3. Leukaemia Care – Chronic Lymphocytic Leukemia (CLL). A guide for patients. Disponível em: https://media.leukaemiacare.org.uk/wp-content/uploads/Chronic-Lymphocytic-Leukaemia-CLL-Web-Version.pdf. Acedido a 28 de fevereiro de 2021

      4. Leukemia and Lymphoma Society. Disponível em: https://www.lls.org/leukemia/chronic-lymphocytic-leukemia/treatment/radiation-therapy. Acedido a 30 março

      5. American Cancer Society. for Chronic Lymphocytic Leukemia. Disponível em: https://www.cancer.org/cancer/chronic-lymphocytic-leukemia/treating/surgery.html. Acedido a 11 de março de 2021

      6. Cancer.Net. Leukemia – Chronic Lymphocytic – CLL – Statistics. Disponível em: https://www.cancer.net/cancer-types/leukemia-chronic-lymphocytic-cll/statistics. Acedido a 11 de março de 2021

      7. Leukaemia Care – Chronic Lymphocytic Leukemia (CLL). Clinical Trials. Disponível em: https://www.leukaemiacare.org.uk/support-and-information/information-about-blood-cancer/clinical-trials/. Acedido a 28 de fevereiro de 2021

      Veeva ID: PT-9146
      Aprovado a 08/2021
      saudeflix whatsapp sharesaudeflix telegram share