Utilizador
As minhas preferências
Todas as preferências
Cardiovascular, Renal e Metabólica
Insuficiência Cardíaca
Doença Metabólica
Doença Renal
Doença Cardíaca
Doenças Respiratórias
Asma
Asma Grave
DPOC
Vírus sincicial respiratório
Doenças auto-imunes
Lupus
Oncologia
Cancro do Pulmão
Cancro da Mama
Cancro do Ovário
Hematologia
Outros
Vacinas
Ferramentas de Enfermagem
Diagnóstico de precisão
Ao ativar alguma das opções acima está a aceitar os nossos Termos e Condições
O meu Perfil
Dados Pessoais
*Dados de preenchimento obrigatório
Social Network
Como deseja ser contatado(a)
×
Salvar alterações
Solicitar a visita ou contato por um Delegado e/ou MSL
Veeva ID: PT-11587
Aprovado a 12/2021

    Solicitar a visita ou contato por um
    Como deseja ser contatado(a)
    Cancelar
    * Campos de preenchimento obrigatório.
    Ao ativar alguma das opções acima está a aceitar os nossos Termos e Condições
    A informação incluída neste website é dirigida a profissionais de saúde com o objetivo de educação médica contínua.
    Utilizador
    As minhas preferências
    Todas as preferências
    Cardiovascular, Renal e Metabólica
    Insuficiência Cardíaca
    Doença Metabólica
    Doença Renal
    Doença Cardíaca
    Doenças Respiratórias
    Asma
    Asma Grave
    DPOC
    Vírus sincicial respiratório
    Doenças auto-imunes
    Lupus
    Oncologia
    Cancro do Pulmão
    Cancro da Mama
    Cancro do Ovário
    Hematologia
    Outros
    Vacinas
    Ferramentas de Enfermagem
    Diagnóstico de precisão
    Ao ativar alguma das opções acima está a aceitar os nossos Termos e Condições
    O meu Perfil
    Dados Pessoais
    *Dados de preenchimento obrigatório
    Social Network
    Como deseja ser contatado(a)
    ×
    Salvar alterações
    Solicitar a visita ou contato por um Delegado e/ou MSL
    Veeva ID: PT-11587
    Aprovado a 12/2021

      Solicitar a visita ou contato por um
      Como deseja ser contatado(a)
      Cancelar
      * Campos de preenchimento obrigatório.
      Ao ativar alguma das opções acima está a aceitar os nossos Termos e Condições
      A informação incluída neste website é dirigida ao público em geral.

      Powered by AstraZeneca logoAstraZeneca Corporate? Login

      Insuficiência cardíaca

      Quais os diferentes tipos de
      insuficiência cardíaca?

      O QUE É A INSUFICIÊNCIA CARDÍACA?
      A classificação da Insuficiência Cardíaca é particularmente importante, uma vez que, esta síndrome compreende uma grande variedade de sintomas e sinais, pode ter diversas causas, outras doenças associadas e, principalmente, diferentes respostas aos tratamentos. A Insuficiência Cardíaca pode ser classificada de acordo com as alterações funcionais do coração, com a gravidade ou aparecimento dos sintomas1.
      A principal classificação utilizada para a Insuficiência Cardíaca baseia-se na fração de ejeção do ventrículo esquerdo (FEVE) e compreende2:

      Insuficiência Cardíaca com fração de ejeção reduzida (IC-FEr)

      também conhecida como Insuficiência Cardíaca sistólica, em que o ventrículo esquerdo perdeu a sua capacidade de contrair normalmente e o coração não consegue bombear sangue com força suficiente.

      Insuficiência Cardíaca com fração de ejeção preservada (IC-FEp)

      também conhecida como Insuficiência Cardíaca diastólica, em que o ventrículo esquerdo perdeu a sua capacidade de relaxar normalmente e o coração não enche adequadamente com sangue.

      Insuficiência Cardíaca com fração de ejeção intermédia (IC-FEi)

      pode incluir doentes em transição de IC FEp para IC-FEr, ou vice-versa2

      Adaptado de 2
      A New York Heart Association (NYHA) classifica a Insuficiência Cardíaca em quatro classes, de acordo com o grau de tolerância ao exercício físico e a gravidade dos sintomas manifestados. Quanto maior a classe, maior a limitação que a doença causa ao doente3.
      A Insuficiência Cardíaca pode também ser classificada de acordo com os estadios de desenvolvimento e progressão da doença, definidos pela American College of Cardiology Foundation/American Heart Association (ACC/AHA)4:
      Classificação da NYHA de acordo com a gravidade de sintomas da Insuficiência Cardíaca3
      Os estadios de Insuficiência Cardíaca pela ACC/AHA e a classificação sintomática da NYHA4
      Classe I
      Sem sintomas e sem limitações da atividade física
      Classe II
      Ligeiras limitações da atividade física (confortável em repouso mas a atividade física normal provoca falta de ar, fadiga ou palpitações)
      Classe III
      Limitações marcadas da atividade física (confortável em repouso mas a atividade física inferior ao normal provoca falta de ar, fadiga ou palpitações)
      Classe IV
      Incapacidade de realizar qualquer atividade física sem sentir desconforto (os sintomas podem estar presentes em repouso e aumentar face à realização de qualquer atividade física)
      A Insuficiência Cardíaca pode também ser classificada de acordo com os estadios de desenvolvimento e progressão da doença, definidos pela American College of Cardiology Foundation/American Heart Association (ACC/AHA)4:
      Os estadios de Insuficiência Cardíaca pela ACC/AHA e a classificação sintomática da NYHA4
      ESTADIOS ACC/AHA
      CLASSIFICAÇÃO NYHA
      Estadio A
      Em risco de desenvolver Insuficiência Cardíaca mas sem doença cardíaca estrutural ou sintomas de Insuficiência Cardíaca
      Não aplicável
      Estadio B
      Doença cardíaca estrutural presente mas sem sintomas de Insuficiência Cardíaca
      Classe I
      Estadio C
      Doença cardíaca estrutural e com Insuficiência Cardíaca sintomática (atual ou prévia)
      Classe I, II, III ou IV
      Estadio D
      Insuficiência Cardíaca avançada que necessita de intervenções específicas
      Classe IV
      A Insuficiência Cardíaca Aguda é o aparecimento de novo ou o agravamento súbito dos sintomas e/ou sinais da doença. Trata-se de uma condição clínica que põe os doentes em risco de vida, pois necessitam de avaliação e tratamento médicos urgentes, conduzindo geralmente a internamento urgente. Esta doença ocorre com frequência por episódios de descompensação aguda da Insuficiência Cardíaca Crónica, que são frequentemente (mas não obrigatoriamente) causados por fatores desencadeantes, como: infeção, hipertensão não controlada, distúrbios do ritmo cardíaco ou não adesão ao tratamento/dieta1.

      O seguimento médico, o tratamento e o seu cumprimento são fundamentais para permitir a estabilização da doença e travar a sua evolução1.

      Adaptado de 5
      REFERÊNCIAS
      1. Guidelines da European Society of Cardiology (ESC) para o Diagnóstico e Tratamento da Insuficiência Cardíaca Aguda e Crónica, European Heart Journal 2016;37:2129-2200

      2. American Heart Association (AHA). Ejection Fraction Heart Failure Measurement. Disponível em https://www.heart.org/en/health-topics/heart-failure/diagnosing-heart-failure/ejection-fraction-heart-failure-measurement, consultado em 19/10/2020

      3. Guidelines da European Society of Cardiology (ESC) para o Diagnóstico e Tratamento da Insuficiência Cardíaca Aguda e Crónica, European Heart Journal 2016;37:2129-2200 – Web Addenda.

      4. Yancy CW et al. ACCF/AHA Guideline for the management of heart failure 2013;128(16):e240–e327.

      5. Gheorghiade M et al. Am J Cardiol. 2005;96(6A):11G–17G.

      Veeva ID: PT-7974
      Aprovado a 11/2020
      saudeflix whatsapp sharesaudeflix telegram share