Utilizador
As minhas preferências
Todas as preferências
Cardiovascular, Renal e Metabólica
Insuficiência Cardíaca
Doença Metabólica
Doença Renal
Doença Cardíaca
Doenças Respiratórias
Asma
Asma Grave
DPOC
Vírus sincicial respiratório
Doenças auto-imunes
Lupus
Oncologia
Cancro do Pulmão
Cancro da Mama
Cancro do Ovário
Hematologia
Outros
Vacinas
Ferramentas de Enfermagem
Diagnóstico de precisão
Ao ativar alguma das opções acima está a aceitar os nossos Termos e Condições
O meu Perfil
Dados Pessoais
*Dados de preenchimento obrigatório
Social Network
Como deseja ser contatado(a)
×
Salvar alterações
Solicitar a visita ou contato por um Delegado e/ou MSL
Veeva ID: PT-11587
Aprovado a 12/2021

    Solicitar a visita ou contato por um
    Como deseja ser contatado(a)
    Cancelar
    * Campos de preenchimento obrigatório.
    Ao ativar alguma das opções acima está a aceitar os nossos Termos e Condições
    A informação incluída neste website é dirigida a profissionais de saúde com o objetivo de educação médica contínua.
    Utilizador
    As minhas preferências
    Todas as preferências
    Cardiovascular, Renal e Metabólica
    Insuficiência Cardíaca
    Doença Metabólica
    Doença Renal
    Doença Cardíaca
    Doenças Respiratórias
    Asma
    Asma Grave
    DPOC
    Vírus sincicial respiratório
    Doenças auto-imunes
    Lupus
    Oncologia
    Cancro do Pulmão
    Cancro da Mama
    Cancro do Ovário
    Hematologia
    Outros
    Vacinas
    Ferramentas de Enfermagem
    Diagnóstico de precisão
    Ao ativar alguma das opções acima está a aceitar os nossos Termos e Condições
    O meu Perfil
    Dados Pessoais
    *Dados de preenchimento obrigatório
    Social Network
    Como deseja ser contatado(a)
    ×
    Salvar alterações
    Solicitar a visita ou contato por um Delegado e/ou MSL
    Veeva ID: PT-11587
    Aprovado a 12/2021

      Solicitar a visita ou contato por um
      Como deseja ser contatado(a)
      Cancelar
      * Campos de preenchimento obrigatório.
      Ao ativar alguma das opções acima está a aceitar os nossos Termos e Condições
      A informação incluída neste website é dirigida ao público em geral.

      Powered by AstraZeneca logoAstraZeneca Corporate? Login

      Cancro do Ovário

      Como se faz o diagnóstico
      do cancro do ovário?

      COMO SE FAZ O DIAGNÓSTICO DO CANCRO DO OVÁRIO?
      Diagnóstico do cancro do ovário
      O diagnóstico do cancro do ovário pode revelar-se difícil devido à inespecificidade dos sinais e sintomas associados, a não ser que ocorra uma monitorização constante, por presença confirmada de mutação BRCA 1/2. Os sintomas podem não ser imediatamente percetíveis ou levar à suspeita de outras patologias, fator que poderá atrasar o correto diagnóstico até que o cancro do ovário se encontre já num estádio mais avançado.1

      Assim, é necessário que a mulher esteja atenta a todos os sinais, sintomas e alterações do seu estado de saúde, consultando sempre o seu médico de família.2

      O diagnóstico do cancro do ovário depende, normalmente, do resultado dos seguintes procedimentos:1,2

      Exame físico

      A avaliação geral da doente é feita exercendo pressão sobre o abdómen e verificando a existência de irregularidades, nódulos linfáticos inflamados ou acumulação anormal de líquido ascitíco. No caso de suspeita de alguma anormalidade, pode ser retirada uma amostra de líquido para identificação de possíveis células cancerígenas do ovário (no caso de ascite), ou então solicitadas análises ao sangue ou exames imagiológicos.1,2

      Análises ao sangue

      A análise sanguínea pode servir para monitorizar alguns marcadores tumorais, tal como o CA-125. Esta substância está presente na superfície de células cancerígenas do ovário, bem como em alguns tecidos normais, sendo a sua expressão mais elevada em cerca de 50% das mulheres com cancro do ovário em estádio inicial e 85% das mulheres com cancro do ovário em estádio avançado. No entanto, este marcador não é específico do cancro do ovário e poderá estar elevado na presença de outras patologias malignas e benignas.1,2

      Biópsia

      Consiste na recolha de tecido ou líquido para a determinação da presença de células cancerígenas. Com base nos resultados, pode ser necessária a realização de uma cirurgia de remoção de tecido/líquido (designada por laparotomia) da pélvis ou do abdómen. Em alternativa pode também ser realizada uma laparoscopia, na qual é inserido um tubo fino e iluminado (laparoscópio) através de uma pequena incisão no abdómen.2
      Exames imagiológicos

      Radiografia (Raio-X): Utilizado para avaliação do peito ou pulmões, caso se justifique a procura por outras lesões nessa zona, que possam ter resultado da disseminação de células malignas.1

      Ressonância Magnética (MRI): Utiliza um campo magnético forte e ondas radio, permitindo obter imagens detalhadas do interior do corpo e respetivos órgãos. Não é, normalmente, utilizada em diagnósticos de rotina mas pode ser utilizada em alternativa à Tomografia Computorizada, sobretudo no planeamento de cirurgias.1

      Ecografia: Uma ecografia é realizada com recurso a uma sonda que emite ondas ultrassónicas e que poderá ser inserida através da vagina, permitindo a examinação do tamanho, forma e outras caraterísticas dos ovários.1,2

      Tomografia Computorizada (CT): Consiste numa radiografia tridimensional que permite a determinação da presença e extensão do cancro, podendo também auxiliar no planeamento da cirurgia.1

      Glossário
      CA-125: Cancer Antigen

      125 MRI: Magnetic Resonance Imaging

      CT: Computed Tomography

      Bibliografia

      1. ESMO Patient Guide Series – Ovarian Cancer. European Society for Medical Oncology. 2017. Disponível em: https://www.esmo.org/for-patients/patient-guides, consultado em 10/05/2022;

      2. Formas de Diagnóstico do Cancro do Ovário – Liga Portuguesa Contra o Cancro. Disponível em: https://www.ligacontracancro.pt/cancro-do-ovario-diagnostico/, consultado em 10/05/2022.

      Veeva ID: PT-12873
      Aprovado a 06/2022
      saudeflix whatsapp sharesaudeflix telegram share